Agora que a Seleção perdeu, o Brasil tem mais condições de ganhar. . .

Em 11/6/2014, véspera da abertura da Copa, escrevi um artigo aqui com o singelo título de “A Copa” (http://liberalspace.net/2014/06/11/a-copa-2/). Este artigo é a sequência. A Copa não acabou ainda — mas, para o Brasil, acabou.

Os que estavam torcendo para o Brasil que me desculpem, mas eu me senti de alma lavada ao final do jogo de ontem. Ficou de excelente tamanho. Como disse no artigo anterior, eu queria uma derrota acachapante, humilhante, vergonhosa. O jogo foi todo isso para o Brasil. A Alemanha brincou em campo, treinou como se fosse com o juvenil do Bayern — ou pior. A Alemanha poderia ter feito mais, mas o fato de não ter feito demonstrou elegância. E, no último minuto, deixou o Brasil fazer o gol de honra — noblesse oblige. Acho que a crise de choro do Oscar ao final do jogo, que terminou com o seu gol, foi agravada por ele perceber que os homens deixaram que ele fizesse o gol… Nada óbvio demais, mas se o jogo valesse alguma coisa naquele momento, o Oscar nunca teria feito um gol daquele jeito.

Enfim, cada um luta com as armas que tem. As minhas foram não dar apoio a uma Copa feita: (a) para favorecer a corrupção e o roubo e (2) porque o Lulla percebeu, lá atrás, que 2014 era um ano de eleição, e que se ele conseguisse se caracterizar como o Pai dessa Copa poderia colocar mais uma eleição debaixo do braço — dele próprio e de seus cupinxas — em mais um estelionato eleitoral, especialidade dele.

Os que estão do lado dos petralhas, em alguns casos, para disfarçar o uso político que fariam da Copa, no caso de uma vitória do Brasil, se opuseram a que os adversários — “a direita” — fizesse uso político da Copa — como se eles já não o estivessem fazendo (haja vista o discurso da presidente em 11/6) e não fossem faze-lo ainda mais.

Enfim… estou aliviado — o que significa que estou de alma leve hoje.

Para os que estão de alma machucada só gostaria de dizer que nem mesmo no futebol devemos usar o slogan “meu país, certo ou errado”. Patriotismo não se resue, nem mesmo se exemplifica em torcer para um time de futebol, ainda que o time seja a Seleção Nacional. Aqueles, como eu, que torceram para a Seleção Brasileira perder estavam torcendo para o Brasil — país e não time — ganhar.

Estou mais confiante, hoje, de que, apesar e por causa da derrota de ontem, o Brasil tem mais chances de ganhar.

Em Salto, 9 de Julho de 2014 — Dia em que se comemora a Pátria Paulista.

Uma resposta

  1. Grande professor Eduardo,
    Embora reconheça que a derrota, especialmente do jeito que foi, talvez seja melhor para o Brasil, fiquei sim com a alma machucada.
    Primeiro, porque reconheço no esporte uma atividade que está intrinsicamente ligada à alma de uma nação: o futebol está para o Brasil assim como o basquete está para os EUA, como as medalhas olímpicas estão pra China, como as corridas de velocidade estão pra Jamaica.
    Além disso, não votei no PT, nunca gostei dos petralhas e apanhei igual a quem votou/gostou.
    Discordo também da afirmação “nem mesmo se exemplifica em torcer para um time de futebol”. Se assim não fosse, mestre, qual o sentido de Campeonato Mundial? Não só de futebol, mas de qualquer outra coisa? Exatamente porque TODAS as nações do mundo que participam de tais campeonatos fazem tal associação – esporte com pátria, esporte com país, “nós contra eles”.
    Grande exemplo disso foi a comemoração dos jogadores alemães imitando os “gauchos [argentinos]” logo depois contrastando o “jeito de andar gaucho” com o “jeito de andar alemão”. Mestre, mais patriotismo/patriotada que isso, impossível.
    Além disso, ainda estamos no terreno das possibilidades quando afirma que “Agora que a Seleção perdeu, o Brasil tem mais condições de ganhar. . .” – porque mesmo com essa derrota acachapante (e a que veio depois, pra Holanda) pode não mudar o humor do eleitor que já votou no Lula/Dilma, como aliás já aconteceu antes (caso do Mensalão, por exemplo).
    Enfim, veremos.
    Mas por enquanto, estou aqui, triste e chocado com essa marca que irá acompanhar ETERNAMENTE o futebol brasileiro…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: