A leitura

A leitura talvez seja, de todos os vícios humanos, o único que não faz mal: pelo contrário, contribui para o nosso desenvolvimento como humanos.

É bonito ver uma criança, em idade tenra, com um livro na mão, absorta, ainda que seja apenas pelas imagens.

É bonito ver livrarias e bibliotecas cheias de crianças, esparramadas em puffs ou deitadas de bruços no chão, lendo.

Talvez dentro de algum tempo as crianças venham a ter um e-book reader na mão. Mas elas estarão lendo – e o que vierem a ler ainda será um livro.

O livro é uma tecnologia que expande a nossa experiência, enriquece a nossa vivência. Através dele, vivenciamos, vicariamente, experiências de outrem – e aprendemos com elas.

A tecnologia digital alterou o nosso acesso ao livro e, até certo ponto, modificou a nossa forma de escrever e ler certos textos. O hipertexto está aqui para ficar e, com ele, surgiu a escrita e a leitura não lineares, que operam “em saltos”. O hipertexto fez do livro um texto com vários possíveis itinerários e finais. Mas não substituiu, nem vai substituir, o livro linear, com começo, meio e fim.

Há muitas formas de contar histórias. Umas lineares, seqüenciais. Outras, cheias de saltos que nos levam para lugares diferentes e flashbacks que nos jogam para tempos diferentes. O livro, bem como o cinema, que dele depende, é a tecnologia mais adaptada para a narrativa – a seqüencial ou a que envolve saltos para diferentes tempos e lugares.

Sem o livro, impresso ou digital, seríamos muito mais pobres, teríamos muito menos oportunidades de desenvolvimento.

Em São Paulo, 2 de Abril de 2010

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: