Encontro da Família Machado (o primeiro, pelo que consta)

Ontem tivemos, em Vargem Grande Paulista, um encontro da família Machado, da qual eu faço parte, com muita honra, até oficialmente, desde o dia em que adotei os sobrenomes “Epprecht e Machado” da Paloma… O encontro foi na casa da Nadieliz, num condomínio.

Foi um encontro fantástico: muita gente, muita comida, muita alegria, muito papo. Fiquei conhecendo um monte de gente que conhecia apenas pelo Facebook e vários outros, que nem pelo Facebook conhecia.

Infelizmente, do nosso cantinho restrito da família (os que ficamos no ramo do “Machadinho” [vide abaixo]), só fomos quatro – e somos, pelos meus cálculos, quinze.

Estes os que foram (e me coloco como o ponto de referência):

  • Paloma Epprecht e Machado de Campos Chaves (minha mulher, filha do “Machadinho” e da Ana Maria, mãe da Bianca e da Priscilla)
  • Eduardo Oscar Epprecht e Machado de Campos Chaves (eu próprio, marido da Paloma e, portanto, agregado à família Machado)
  • Aline Machado dos Santos (minha sobrinha, filha da Ana Patrícia, irmã da Paloma)
  • Milena Machado Kato (minha sobrinha neta, filha da Aline, neta da Ana Patrícia, bisneta da Ana Maria)

Total: 4

Estes, os que não foram:

  • José de Oliveira Machado Neto, o “Machadinho”, o “paterfamilias” (meu sogro, pai da Ana Patrícia, da Paloma e do Rafael)
  • Ana Maria Epprecht Machado (mulher do Machadinho, minha sogra, mãe da Ana Patrícia, da Paloma e do Rafael)
  • Ana Patrícia Epprecht e Machado (filha mais velha do Machadinho, minha cunhada, irmã da Paloma, mãe da Aline, do Everton e da Júlia)
  • Fábio Kohatsu Kofazu (meu cunhado, marido da Ana Patrícia, padrasto da Aline e do Everton e pai da Júlia)
  • Everton Machado dos Santos (meu sobrinho, filho da Ana Patrícia, irmã da Paloma)
  • Júlia Machado Kofazu (minha sobrinha, filha da Ana Patrícia, irmã da Paloma)
  • Alexandre Kato (meu sobrinho, marido da Aline, pai da Milena)
  • Bianca Epprecht Machado França (filha da Paloma, minha enteada)
  • Priscilla Epprecht Machado França (filha da Paloma, minha enteada)
  • Rafael Epprecht e Machado (filho caçula do Machadinho, meu cunhado, irmão da Paloma)
  • Carol Pardal Machado (minha cunhada, mulher do Rafael)

Considerando agora o nosso cantinho não tão restrito, ou seja, os demais que ficam no ramo de Abelardo Machado, pai do Machadinho, temos:

  • Das irmãs do Machadinho estavam presentes as três mais velhas: Albernice Machado dos Santos, a Josira Arruda Machado, e a Abelair Machado Afonso.
  • A Albernice levou os dois filhos, o Gideão Júnior e o Marcelo, e a neta Nathália. No caso do Gideão Júnior, com a Iolete, sua mulher, e a filha Marcela. No caso do Marcelo, com a Katia, sua mulher, e os filhos Lucas e Marcos (este último, enteado).
  • A Josira levou os três filhos, o Moisés Filho, o Helder e a Tatiana. No caso do Moisés Filho, com a Sandra, sua mulher, e os filhos Davi, Milena, Thaynara, Amanda e Luiz Felipe (faltou o Moisés Neto), e o neto, Isaque, de um ano de idade, filho da Thaynara e, portanto, bisneto da Josira, que brincou alegremente com seu tio, o Davi, de três anos, filho mais novo do Moisés e da Sandra. No caso do Helder, com a Roberta, sua namorada, e a filha Karla, com o namorado dela. No caso da Tatiana, ela foi sozinha.
  • A Abelair também foi sozinha.
  • Faltaram os dois filhos mais novos do Abelardo Machado: o Abelardo Machado Júnior e a Carla Regina G. Machado.

Total: 25

Total dos que compareceram do ramo que descende de Abelardo Machado: 29 (4+25). Poderíamos ter sido 40, se o Machadinho, a Ana Maria e seus outros nove descendentes que faltaram houvessem comparecido.

Mas havia inúmeras outras famílias. Minha estimative é de que tínhamos para cima de oitenta pessoas no encontro. Espero que alguém mais familiarizado com todos me ajude a contabilizar. 

A comida foi farta e deliciosa. Cada família nuclear levou dois pratos, mais bebidas (todas não alcoólicas). A Paloma fez duas travessas grandes de lasanha (que ela chama da “mamma”).

No final, comandados pelo Helder, houve cantoria de hinos e corinhos tradicionais. Ficou bonito e me deu saudade dos meus tempos de criança / adolescente / jovem em Santo André.

Em São Paulo, 22 de Julho de 2013

  1. Adorei Eduardo! Uma “composição” (rsrs) muito bem feita, elaborada mas totalmente clara!
    Abraços. Iara (Machado) d´Ávila Le Du

    Curtir

  2. Obrigado, Iara… Tento fazer esses “mapas etnográficos” para facilitar a organização das “tribos” a que pertencem as pessoas… Talvez você possa me ajudar em relação aos demais…🙂 Abraço.

    Curtir

  3. eu acho que se eu tivesse que fazer algo assim, demoraria uns 2 anos, com certeza quando eu acabasse já seriamos muito mais , parabéns gostei. abraços em todos ai. estou colocando o email da bete porque não sei o meu.

    Curtir

  4. Pingback: Top Posts of this Blog for all time ending 2014-04-14 with number of views « * * * In Defense of Freedom * * * Liberal Space

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: