Delubio, o PC de Lulla

Pelo jeito, Delúbio Soares vai ser o PC de Lulla — de agora em diante vou escrever Lulla, com dois eles, para sublinhar as semelhanças (e lembrem-se: vocês viram aqui primeiro!).

E Roberto Jefferson, pelo jeito, a quem Lulla daria um cheque em branco e dormiria tranqüilo, desempenhará o papel de Pedro Collor: quem botou a boca no trombone e disse o que todo mundo aparentemente sabia, mas não dizia (embora de vez em quando tentava "assobiar"…).

Está evidente, agora, para que serve o dízimo que os petistas que trabalham para o governo pagam para o PT: para fazer uma caixinha de corrupção, tentando fazer crer que o governo é puro, mas o partido, bem… o partido é como qualquer partido. O próprio Aldo Rebello, que não é do PT, ontem já disse com todas as letras: o governo não está sendo acusado de nada, é um partido que está sendo acusado de dar dinheiro aos outros… Daria vontade de rir, se não fosse de chorar.

PC Farias tirava dinheiro de empresários para a caixinha collorida. Delúbio não precisa fazer isso. A igrejinha do PT paga dízimo em agradecimento ao deus Lulla-alá pelo emprego recebido — que nós pagamos. E com esse dízimo a igrejinha compra deputados. O PTB, grande aliado, mas que ainda não aprendeu a cobrar dízimo, tem de recorrer a métodos semelhantes aos do PC Farias: uma corrupçãozinha à antiga, aplicada em licitações e extorquidas de quem presta serviços (?) ao governo.

E não há dúvida de que Lulla sabia. Suspeito que tenha sempre sabido, muito antes de ser informado por Roberto Jefferson. Com sua competência de sempre, consta que teria mandado investigar. Seus auxiliares, com a competência de sempre, ficaram sabendo que a Câmera (João Paulo, outro petista que, suspeito, também sempre soube) fez de conta que investigava e arquivou. Tudo resolvido. A sujeira foi mais uma vez varrida para debaixo do tapete.

Em 1992 tentaram blindar o Collor. Em 1974 tentaram blindar o Nixon. Blindar é isolar o presidente do mar de lama. Nenhuma das blindagens colou. Vamos ver se o Lulla tem melhor sorte.

Em Campinas, 7 de junho de 2005.

Uma resposta

  1. Oiiiiiiiiii, adorei sua reflexão, realmente vc tem visão holística, temos que estar atento ao que acontece a nossa volta, nunca deixando de questionar e refletir…nossos problemas estão em nossas raizes…não podemos mudar a nosso história…mas podemos nos concientizar e trilhar caminhos melhores. Parabéns! Beijos no seu coração.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: