Virginianos

Sou virginiano.

Nasci num 7 de Setembro (aniversário chegando).

Desde pequeno ouço observações de que virginianos são detalhistas, quase maníacos por acertar as coisas de acordo com algum esquema que têm na cabeça.

Não sei se porque ouvi isso desde criança, ou realmente porque virginianos são mesmo assim, ou ambas as coisas, confesso que sou meio maníaco por detalhe. E, às vezes, admito, os detalhes mais bestas.

Alguns exemplos.

Quando coloco as notas de dinheiro no bolso (não uso carteira), elas têm de estar todas arrumadas, do valor maior para o menor, sempre na mesma posição: a cara do mesmo lado (e não de cabeça para baixo). [A propósito, detesto andar com notas de Euros no bolso: cada uma tem um tamanho. É uma desgraça: impossível de arranjá-las direito. Admiro os dólares por sua uni-tamanhicidade].

Quando arrumo chaves em um chaveiro, elas têm de estar todas com a serrinha virada para o mesmo lado e devem obedecer a uma seqüência relacionada da mais usada para a menos usada. Tanto quanto possível, desde que não viole os princípios anteriores, coloco-as também da maior para a menor.

Quando arrumo ternos ou camisas no guarda-roupa, a frente dos ternos ou das camisas tem de estar virada para o mesmo lado – e o ganho do cabide tem de estar virado para o mesmo lado também.

Quando arrumo alguma coisa em uma estante (como, por exemplo, as corujinhas da minha coleção de corujas aqui no sítio), elas têm de estar agrupadas de uma certa forma. (Deixei a Paloma ajeitá-las, recentemente, e, felizmente, ela fez um arranjo bem a gosto do mais exigente virginiano).

Quando vejo um quadro meio tortinho na parede, sinto uma vontade quase irresistível de arrumá-lo – ainda que a parede seja da casa de outra pessoa… Idem em relação a livros ou revistas dispostos na mesa de centro – mesmo que esta seja de uma sala que estou visitando,  ou da sala de espera de um médico ou dentista. Em casa, chego a medir com trena os espaços laterais de um móvel qualquer, que, na minha opinião, deveria estar centrado numa determinada posição, para verificar se são exatamente iguais… As duas pontas do cordão do sapato (as que a gente amarra) têm de ter absolutamente o mesmo tamanho, antes e depois de amarradas… Quando uso gravata (felizmente, agora, coisa rara), a parte de trás da gravata tem de ter um centímetro a menos do que a da frente, para que fique escondidinha… Para não aparecer pelos lados, passo-a por dentro da etiqueta com a marca da gravata…

No Desktop (Área de Trabalho) do Microsoft Windows, tenho sistemas bastante complexos e sofisticados para determinar onde cada ícone deve ficar, quais devem estar também no Launch Pad, e assim por diante. Se alguém mexer, ou se o Windows resolver rearranjar tudo, fico irado (e a ira não é muito santa).

Por falar em computador, lembrei-me dos tempos da máquina de escrever. (Se houver alguma criança lendo, uma máquina de escrever era algo assim parecido com um computador, só que aquilo que a gente digitava já ia sendo impresso direto, na hora – um grande barato!). Apesar de nunca ter feito curso de datilografia, minhas linhas tinham de ser todas justificadas à direita – ainda que tivesse de ficar contando os espaços restantes na linha para conseguir que o fim da palavra, ou o fim de uma sílaba, mais o hífen, ficassem certinhos no último espaço disponível em cada linha… Se errasse nesse esforço, ou se cometesse algum erro de datilografia (crianças: leia-se, digitação), ainda que fosse no finzinho da página, arrancava o papel e digitava tudo de novo… Por aí se pode ver por que sou grato aos computadores e a Microsoft Word… Sai tudo justificadinho, sem que eu precise ficar contando os espaços faltantes, um erro pode ser corrigido com facilidade, antes de imprimir, e ninguém percebe que ele existiu!

E assim vai.

Não é fácil ser virginiano. Até minha bagunça tem sua própria ordem. Meu escritório pode parecer absolutamente ilógico ao não-virginiano, mas tem sua lógica: se alguém mexer em algo, imediatamente percebo.

Mas não lamento. Se pudesse nascer de novo, e tivesse direito de escolha, escolheria ser virginiano – nascido mais uma vez no dia 7 de Setembro. Só que às 12h, exatamente no meio do dia, e não às 21h45, como nasci desta vez.

[PS. No site de Horóscopo de Rick Levine (http://www.tarot.com), diz-se isso, de forma genérica, acerca de virginianos:

“The Virgin is highly discriminating, but not necessarily as prudish at some might believe. In ancient times, a Virgin was a woman who was not the property of man, and therefore had the legal right to just say "no." Now, in modern times, you Virgos are known for your ability to be highly discriminating — especially when it comes to matters of personal desire. When you are ready, however, to say yes, the laser-like focus of your passion is anything but prudish.

You Virgos have the uncanny sense to see what’s wrong with a person, a situation or your environment. It’s why you make such natural critics. Your practical analytical abilities are second to none. Your mental process may not be the most creative, but your razor-like thinking is highly effective. Like the maiden pictured in your glyph, you separate the useful wheat from the unneeded chafe, the good from the bad. You might be a "clean freak," but most Virgos have a messy closet somewhere or a disaster under their bed.

Your motto could be "Perfect is almost good enough." On one hand, this trait makes you very employable, for you’re not likely to do shabby work. On the other hand, you can be so finicky that you put limitations on your interactions and experiences before they happen. You’ll be happier if you can learn to be selectively less critical, both of others and yourself.”

Apesar de haver uns trechos que eu preferisse que não fossem revelados, considero esse relato elogioso…]

[Agradeço às inúmeras respostas a uma versão anterior deste post republicada (por RSS) no FaceBook – todas elas muito simpáticas, se bem com algumas assim meio beirando à condescendência…]

Em Salto, 20 de Agosto de 2009 (modificado um pouco no dia seguinte).

  1. [Eis alguns comentários feitos a uma versão mais reduzida deste post publicada no FaceBook]Priscila Campos Chaves likes this.Rosa Maria Frota Mendes: VIRGEM – O Perfeccionista. Dominante em relações. Conservador. Sempre quer a última palavra. Argumentativo. Preocupado. Muito inteligente. Antipatiza com barulho e caos. Ansioso. Trabalhador. Leal. Bonito. Fácil falar. Difícil de agradar. Severo. Prático e muito exigente. Freqüentemente tímido. Pessimista. Sendo um signo humano, determina… características físicas agradáveis, embora não crie tipos de beleza. A estatura é variável, mas geralmente o virginiano não ultrapassa a altura média; a pele é morena, apresentando, em certos tipos, um belo tom dourado ou um feio amarelo bilioso. Os olhos são claros, azuis, cinzentos ou castanhos, pequenos e ligeiramente amendoados. Tem como principal característica a parcialidade. Recebi um e-mail sobre o zodíaco. A descrição dos meus familiares foi perfeita!Priscila Campos Chaves: Será que Hercule Poirot, era de virgem???? Nunca vi ninguem mais virginiano que meu carissimo mano Eduardo Chaves. Beijo pra voce. p.s. Até o aniversario tinha que ser num feriado!!!!!Mary Grace: "Até minha bagunça tem sua própria ordem" … isso é algo que eu tento explicar e ninguém entende… mas realmente, vc é o virginiano mais virginiano que eu conheço.Franciele Minotto: Estranho, sempre tive uma queda por virginianos, e talvez essa organização desorganizada é o que mais me agrada em todos eles, sei que são muito exigentes, fico feliz de ter sido a escolhida de alguns (4 ao todo), sinto-me lisonjeada ao saber que realmente tudo o que falam dos virginianos tem alguma correspondência com a realidade. Parabéns adiantado!Krys Capl: Ahhh virginiano, é tudo igual, mas o que nem todos sabem é que esse nosso lado complicado e perfeitinho, nos d… Read Moreá um senso de observação do outro mundo…. captamos mentiras a kilometros, gente dissimulada então… Não venham disser que somos desconfiados, não é isso, é somente mais um dom, para agregar, aos outros como auto aprendizado, liderança, organização… Enquanto o restante do zodiaco está imaginando se algo dá para ser feito, nós já planejamos, organizamos, esquematizamos e realizamos… Bom temos defeitos, a pouca modestia… também com tantas qualidades, fica dificil…kkkkkk Feliz aniversário para nós…..beijossTeresa Cristina Jordão: Eba!!! Logo teremos festa!Eliane Chaves Soares de Souza: Nossa!!!!!!!!!!!!!!!!Ju Sampaio: Eu sou mae de um virginiano… ai de mim! heheh

    Curtir

  2. Felizmente, as notas de euro (€) têm tamanhos – e texturas – diferentes. Assim, os cegos (ou invisuais, com é politicamente correcto designá-los por aqui) conseguem distingui-las. O mesmo acontece com as moedas de euro, que para além de tamanhos diferentes, têm rebordos diferentes.Para quem não saiba, as notas de euro são iguais em todos os países de Comunidade Europeia (CE) enquanto que a moedas têm uma face comum (onde está o valor facial) e uma face diferenciada consoante o país. Os valores faciais existentes baseiam-se na sequência 1-2-5 (notas de 5, 10, 20, 50, 100, 200 e 500; moedas de 0.01, 0.02, 0.05, 0.10, 0.20, 0.50, 1.00 e 2.00)(mais informações sobre as notas de euro em http://www.bportugal.pt/bnotes/bnotes_p.htm, e sobre as moedas em http://www.bportugal.pt/euro/notas_moedas/moedas/moedas_p.htm)

    Curtir

  3. Gente, esse texto foi escrito há mais de um ano, não sei o que procurava que acabei lendo.
    Como virginiana, me vi arrumando tudo, exceto ternos e gravatas, mas em compensação, arrumando minhas gavetas, onde reina uma bagunça generalizada, mas eu sei onde está cada coisa E pobre de quem for arrumar algo nelas.
    Acho que AS virginianas sofrem mais, guardar sapatos, bolsas, perfumes, maquiagem e ainda consertar o quadro torto na casa do amigo é um sofrimento enorme. Ah, como não usamos gravatas, sempre queremos consertar alguma no elevador, se estiver torta. Coisa nada “vexatória pra uma simples virginiana.

    Curtir

  4. Pingback: Os Views dos Meus Artigos Aqui, « Liberal Space: Blog de Eduardo Chaves

  5. Pingback: Top Posts of this Blog for all time ending 2014-04-14 (Summarized) « * * * In Defense of Freedom * * * Liberal Space

  6. Pingback: Top Posts of this Blog for all time ending 2014-04-14 with number of views « * * * In Defense of Freedom * * * Liberal Space

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: