Tecnologia: modem celular

Desde que comprei meu sítio, na zona rural de Salto, em 2001, minha maior frustração, ao estar lá, é não ter um acesso decente à Internet. O único acesso viável, até agora, era o discado. Depois que mandei trocar toda a fiação telefônica, desde a estrada até dentro da casa, colocando um conjunto de cinco pares trançados dentro de uma capa duplamente blindada, até com estanho, o meu acesso discado melhorou sensivelmente, ficando estável numa média de 45 Kbps. Antes de fazer isso, a média era cerca de 25-30 Kbps, e a conexão era instável. Quando chovia forte, o ruído na linha era tão grande que inviabilizava a conexão. Com a nova fiação e o acesso ilimitado por 29.90 via o serviço Internet Ilimitada da Telefónica, eu quebrava o galho — mas a solução não era satisfatória.

Quanto às possíveis alternativas…

1) A Telefónica não leva o Speedy até o sítio — apesar de o sítio estar a menos de 10 km do centro da cidade e a menos de 4 km de uma central da Telefónica, já na zona rural.

2) Nenhuma empresa de TV a cabo leva o seu cabo até a zona rural. Serviços de TV por assinatura via satélite, como a Sky, não oferecem acesso à Internet ainda.

3) Procurei encontrar alguém que me fornecesse acesso via rádio à Internet. Uma empresa de Salto oferece — mas só dentro da cidade (a antena deles está em cima do prédio mais alto da cidade, que fica num morrinho). De lá não há visada para o sítio e eles não têm dinheiro para colocar uma torre no rumo da Rodovia Santos Dumont ou da Rodovia do Açúcar, onde ficam as torres dos celulares (Claro, Vivo), de onde há visada até o sítio.

4) A Embratel oferece um serviço de acesso à Internet via satélite, mas a preços da Embratel estatal. A antena custa quase dois mil reais e o serviço mensal, para um acesso de 128 Kpbs, custa um horror.

5) Uma amiga, Jane Bottura, que também tem um sítio, só que em Itapetininga, me falou do modem celular — especificamente, do Vivo ZAP. Disse que tinha acesso por 99 reais mensais a uma velocidade razoável (mais ou menos 128 Kpbs). A vantagem é que o modem celular pode ser usado em qualquer local em que haja sinal da operadora, sem pagamento de roaming, etc.

6) Fui a uma loja da Vivo no Plaza Shopping de Itu, eles tinham o produto. O modem custava 299,00 e o preço do acesso ficava em 139,00 por mês, para acesso ilimitado tanto em tempo como em quantidade de dados transmitida. Resolvi comprar. Quando foram habilitar o modem (tem de ser habilitado como um telefone celular normal) me disseram que o sistema deles acusava que havia um problema com meu CPF. Tentei descobrir o que era, mas não consegui. Fui no SERASA nos dias seguintes, para ver se alguém havia colocado meu nome no SERASA. Lá o meu nome estava (está limpo). Lembrei-me então de que no início de 2007, quando estava trabalhando em São Paulo, descobri, ao tentar fazer uma compra a crédito, que meu nome estava no SERASA, colocado pela Vivo. Consegui descobrir, naquela época, depois de perder muito tempo, que se tratava de três contas não pagas, todas de Julho de 2002, de três celulares diferentes, todos aparentemente habilitados com meu CPF, na região de DDD 16 (região de Ribeirão Preto, São Carlos, etc). As três contas somadas, davam um valor de mais de 12.500,00 reais (sem contar juros, etc.). Disse à Vivo que nunca havia habilitado aqueles telefones. Pediram-me que lhes provasse, através de algum Boletim de Ocorrência, que os telefones haviam sido fraudulentamente habilitados com meu CPF. Disse à Vivo que só ficara sabendo desses telefones através deles, no início de 2007, quase cinco anos depois da data das contas vencidas e não pagas. Com muito custo, aceitaram que fizesse uma declaração de próprio punho, com firma reconhecida e perante testemunhas, de que os telefones não eram meus, que eu não os havia habilitado, etc. Fiz isso, entreguei, e depois de quase 60 dias (sic) meu nome foi retirado do SERASA. Tive de pagar a compra que estava querendo fazer com cartão de crédito. Aparentemente, porém, os fdps da Vivo tiraram meu nome do SERASA mas deixaram o meu CPF registrado no sistema deles. Enfim, não consegui comprar o maldito Zap da Vivo. Pior para eles, como se verá.

7) No dia 8 de Janeiro de 2008, estava no Shopping Dom Pedro, em Campinas, quando vi a loja da Vivo e resolvi entrar e conversar com eles mais uma vez… A outra loja era franquia, esta era uma enorme loja própria. Mas eles não tinham o Zap. Nem precisei contar o caso. Saí e passei em frente à Claro e resolvi pegar uma senha e perguntar se eles não tinhal algo semelhante (até o mês passado, não tinham). Esperei cerca de uma hora, mesmo com a senha especial de idoso, mas dei sorte. Quando falei com o atendente, ele me disse que a Claro havia acabado de lançar o produto, que já era 3G (embora "backward" compatível com GSM), que custava 99,00 reais pr mês (40,00 menos do que o da Vivo) para acesso ilimitado em todo território em que a Claro está presente, que a mensalidade seria gratuita no primeiro mês e com 50% de desconto nos outros dois, e que o modem seria de graça, porque eu já era cliente da Claro (meu celular é da Claro — que eu herdei porque era cliente da Tess). Comprei na hora. Levou 48 horas para ele ser habilitado, mas desde o dia 12 venho usando o dito cujo para teste o tempo todo – à velocidade de 236,8 Kbps aqui em Campinas (ainda apenas GSM). Hoje estou aqui em São Paulo, na Lumiar, e me conectei com o modem Claro — e quase caí da cadeira ou ver que o computador registra que a velocidade é 7,2 Mbps!!! Inacreditável. (O acesso via cabo na minha casa em Campinas é de 8 Mbps – o mais rápido que a Net oferece). Quando Campinas e Salto tiverem a tecnologia 3G, o que deve ser logo, o meu problema de acesso à Internet estará resolvido, pois o sinal da Claro é excelente em ambos os locais. (No sítio, a torre da Claro fica a cerca de 2 km de minha casa, bem no alto, perfeitamente visível de qualquer lugar dentro do sítio.)

Moral: há males que vêm para bem…

Em São Paulo, 14 de Janeiro de 2008

  1. Pingback: Os Views dos Meus Artigos Aqui, « Liberal Space: Blog de Eduardo Chaves

  2. Pingback: Top Posts of this Blog for all time ending 2014-04-14 with number of views « * * * In Defense of Freedom * * * Liberal Space

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: